segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

o nosso natal

teve direito à mãe natal e tudo :)


espero que tenhas tido um especial Natal, e que a passagem para 2013 seja do best! =)

domingo, 30 de dezembro de 2012

cheiro a (ti) bebé

soube no momento em que te puseram em cima de mim. nunca tinha pensado nisto e naquele momento apenas soube. o teu cheiro. sabia, claro, o que era "cheiro de bebé" mas o que não sabia era que cada bebé tem o seu cheiro que uma mãe o pode reconhecer em qualquer lado, sobrevivência. e naquele dia soube por um instinto que passou a ser meu, o de mãe.

sábado, 29 de dezembro de 2012

heart food

no primeiro saco de batatas para fazermos a primeira sopa da nossa Piolha veio esta. um óptimo pressagio :)

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

natais comidos

com a nossa Piolha a gozar os seus primeiros meses, o Natal tinha de ser cá em casa!

os menus de natal foram relativamente normais, relativamente diferentes dentro do tradicional.

jantar 24 dezembro
queijos, frutos secos, ovo com farinheira, azeitonas, pão, bacalhau com natas, couve portuguesa salteada (consoada sem bacalhau e couve portuguesa não é natal na família), saladas, sumos, vinho, aletria, arroz doce, filhoses, sonhos, tronco de natal, bolo rei, bolo rainha, bolachas suíças cobertas de glacé, entre outros doces.

almoço 25 dezembro
queijos, frutos secos, azeitonas, patés, tostas, pão, arroz de pato, borrego com batatas, puré de castanhas, saladas, sumos, vinho, os doces de ontem, sericaia, bolo-bom-pecado.

sábado, 22 de dezembro de 2012

bolachas

começar a preparar as prendas de Natal.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

fralda's outfit 2

bolas rosa e verdes, da piriuki

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

fralda's outfit 1

flores sobre chocolate, da piriuki















decidi mostrar as nossas fraldas reutilizáveis




segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

ofertas para recém nascidos & cia


 tens uma criança nova na família e sem ideias de ofertas para uma prenda? ou queres oferecer algo ao recém nascido com significado e realmente valioso? ou oferecer algo aos pais que realmente celebre esta nova vida?

- roupas: deixam de servir rapidamente e nos primeiros meses há sempre muitas pessoas a oferecerem. acaba por ser o presente fácil. mas caso ofereçam, não se esqueçam de pensar na altura do ano em que se estará quando a criança tiver idade para as usar, tentem pensar um pouco nos gostos dos pais mas colocando o vosso próprio cunho;

- brinquedos, utensílios /decoração e afins (ou seja, "dodô's", brinquedos para o ovo, mobiles para o berço, etc): perguntem aos pais o que precisam, por favor! eu e o A fomos daqueles pais que não conseguíamos não comprar, só após muitas compras começámos a interiorizar "depois vamos ter repetido" e lá nos conseguimos acalmar e questionávamo-nos "isto é daquele tipo de coisas que nos podem oferecer?". no entanto, nunca gostámos de estar à espera de contributos, e lá fomos comprando muita coisa. na verdade, só houve uma coisa que pensei "podia não ter comprado que me ofereceram parecido", mas como são coisas decorativas e muito simples, não fica nada mal ter dois. uma ideia boa, almofada de amamentação, após muito procurarmos, inclusive marcas xpto a preços estúpidos, encontrámos as da Zippy - tamanho muito bom, enchimento excelente, preço melhor ainda! nós comprámos relativamente cedo porque fiz barriga também cedo e senti necessidade de um apoio melhor para dormir do que uma almofada normal, esta é grande o suficiente para colocar uma ponta por baixo da barriga e outra entre os joelhos. uma ideia má, fraldas reutilizáveis (se não perguntámos aos pais), quem as vai colocar a uso e ter o trabalho é que deve tomar esta decisão, e como aqui a qualidade paga-se mesmo, é uma prenda muito arriscada;

- lembranças personalizadas: na realidade pode à mesma ser um "dodô", brinquedo para o ovo, mobile, mas personalizado e logo muito mais especial. para mim, ganha mesmo muitos pontos extra quando se trata de coisas hand made;

- (e para mim, o mais importante) tempo: e como se oferece tempo? em primeiro lugar perguntando ao casal quando podemos aparecer, e depois, podemos fazer em nossa casa algo para levarmos - uma sopa, uma carne assada, algo do género, se formos muito íntimos, podemos perguntar se querem ajuda para tirar a loiça da máquina e arrumá-la (ou coisas do género), ou simplesmente, pegarem no bebé e dizerem "vai lá tomar um banho enorme", "vai lá ao café devagarinho", "vai lá fechar a pestana até à próxima mamada"...

produtividade entre sonos

durante a noite, quando a D acorda pr mamar,tem alguns momentos zen e, quando volta para o berço eu não me deito logo porque entre barulho e acomodar q me deixam  alerta, voltar a dormir pode correr muito mal.
então nos momentos zen costumo ir num instante ao xixi. após ter ido para o berço,as actividades são muito diversas:
- comer
- virar a roupa do estendal interior (tento sempre não ter roupa para estender por demorar mais tempo mas eu tenho dificuldade em não o fazer)
- despejar o depósito de água do desumificador
- ver o tempo para os próximos dias e decidir se devo pôr mais roupa a lavar
- dobrar roupa (ponho sempre um limite de peças para não me distrair)
- arrumar roupa
- fazer ponto cruz
- embrulho uma prenda (nesta época natalícia)
- ver o meu email
- estar um pouco na net
já me apercebi também que me custa mais o acordar das 9 - 10 horas que o das 4 - 5 horas..

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

conversa com Deus

há uma semana vi algo que me atingiu. o que vi não interessa, interessa que senti que não tenho muita gente à volta a oferecer ajuda.

falei com Deus, desabafei com o A. a oferta de ajuda surgiu mas, já tinha surgido antes mas apenas na teoria e por isso não pensei muito nisso. e hoje, do nada, exactamente e como sempre (ou quase) acontece comigo, quando não estava a olhar, apareceu!

seria muito difícil outro tipo de ajuda que não o de hoje - ficar com a nossa Piolha, aqui mesmo ao meu lado. brincar com ela, mimá-la. fazer-me sentir mais confiante para quando eu for trabalhar. apenas sentar e ficar. falar, desabafar coisas que nunca pensei dizê-las tão abertamente. claro que eu andei tipo barata tonta. "não queres ir descansar?", na minha cabeça isso nem se colocava. fazer uma comida, e outra. lavar e congelar hortaliças, apanhar roupa, estender roupa... . sentar e ficar. obrigada Pai!

comidinha e roupa lavada

mais uma tarde que consegui dedicar-me a tratar da agricultura biológica que a tia mandou. desta vez foram couves portuguesas.
e antes de me ir deitar,quando estou a pôr roupa dela a lavar, descubro que aquele vestido lindo diz "lavar a seco"!!!!! como pode isto acontecer em roupas de bebés tão pequenos?

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Plumb - my sweet my lovely




já não me lembrava desta canção de um dos meus grupos preferidos, os Plumb. agora que estou contigo, faz todo o sentido dizer que sonhei contigo, minha linda preciosidade de olhos azuis. obrigada outra vez, mana, por me lembrares ;)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

black bite

chegaram agora agora! num dia chovoso, mesmo a tempo do jantar de hoje.. a minha primeira saída desde que a Piolha nasceu.












in Aline in Wonderland

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

natal com meses

claro que para o ano vai ser mais giro festejar o natal com a garota. com três meses há coisas muito relativas.

no entanto não quisemos deixar passar a decoração em família. haja interacção e, por muito que ela não se lembre, existem fotos de carinho para ela e muitas recordações para os pais.

montar a árvore em família: sentámo-la no sofá, de frente para a árvore e fomos mostrando tudo, as caixas com bolinhas, as estrelinhas, a estrela-mor, tudo .quando fomos para ligar as luzes, chamámos-lhe ainda mais a atenção. claro que os bebés gostam muito de luzes, não sei se a D gosta mais ou menos do que o normal, mas sei que adora luzes e candeeiros e tudo e tudo. quando finalmente acendemos, ficou muito atenta a olhar, imenso tempo. foi tão bom. fomos-lhe explicando que às vezes as luzes ficam mais tempo acesas, ou com diferentes velocidades porque estão a dançar (apesar de nós não ouvirmos som lol), e iniciámos um jogo: quando acende dizemos todos "olááá", e quando apagam "adeeeeus".

decoração extra em família: continuámos a mostrar tudo à D, para ela conhecer o que existe cá por casa. e como a mãe gosta muito de renas, a Piolha também foi decorada.


















e divertimo-nos todos assim!

voltei a ter problemas com a rotação das fotos...

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

o dia em que fez três meses

dizem que aos três meses as crianças muito chorosas começam a chorar menos. Para já,confere.
deixei-a no sofá, sentada - com almofadas a apoiá-la - já se aguenta e gosta - a ver tv. ia fazer o meu pequeno almoço rápido. Não ouvi barulho e decidi fazer um telefonema. choramingou e eu falei para ela ao longe. calou-se. fiquei ao telefone 20 e tal min e a Piolha calada, ia espreitando.. acordadíssima, a ver o caso do Seabra no "Você na TV". adormeceu uns tempos depois, durante mais de uma hora.

soube-me pela vida! pequeno almoço, telefonema com amiga, um bocadinho de net, tratar da oferta biológica da horta da minha tia:
 - salsa: lavar e tirar pontas amarelas, lavar com água e vinagre, voltar a lavar com água, secar com pano, picar e pôr a congelar num tuperware. passado uma hora achocalhar para congelar solto.
 - nabiça: lavagem igual à de cima, cortar as folhas, colocar num saco e congelador.

soube tão bem que quando ouvi a voz dela,estava cheia de saudades. tudo faz falta.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

marcas que os filhos nos deixam

Piolha cheia de fome. dois segundos de distração minha. grande chupao no meu pescoço. na foto até parece menos..
acham que lhe falta força? há quem ache mal eu e o A chamarmo-lhe Renesme,mas existem mesmo várias razões :)

terça-feira, 27 de novembro de 2012

árvore no quarto - round 1

"os dois maiores presentes que podemos dar aos filhos são raízes e asas"
Hodding Carter 

voltamos à saga do quarto

queríamos uma árvore no quarto. procurei imagens na net e decidi pintar. como o A tem dificuldade em imaginar e eu, tratando-se de uma árvore de grandes dimensões não queria pintar directamente, lembrei-me de fazer primeiro algo de fácil alteração.

papel de embrulho, bostik, escadote.

video

apesar de ter tentado explicar que era só para ficarmos com uma ideia geral, o moço achou que tinha traços pouco naturais.. eu achei um bom exercício.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

é hoje!

faltam cerca de 19 horas.

coitados, ficaram muitos meses à espera, só com uma pastilha, sem fósforos, ao frio! vamos ver se estão exactamente na mesma posição.

É HOJE, temporada 9, Anatomia de Grey.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

mãos

adoro senti-las em mim

terça-feira, 20 de novembro de 2012

project (a) o

sábado passado tivemos de ir comprar bodys para a Piolha, com os preços fantásticos, trouxemos 9 bodys e uma camisola quentinha.

no dia seguinte...

R: achas que comprámos muitos bodys?
A: não, até porque foram de vários tamanhos.
R: sim, mas são quase todos mais para menina...
A: sabes que depois dos meus anos* ficou certo que vamos ter duas meninas, não é?

*no aniversário do A, o meu irmão e cunhada ofereceram-lhe uma t-shirt. foram a um daqueles sítios que escrevem em tecido, mas como não havia nenhuma frase relacionada com ser pai que eles gostassem, inventaram eles uma. passado um bocado, um casal amigo, que também vinha cantar os parabéns, passou pelo mesmo sítio e pediu ideias de uma frase para quem iria ser pai em breve. "olhem, estou mesmo agora a acabar uma!" o A recebeu duas e fez furor no hospital! 

"Tenho uma filha linda e estou todo babado!!!"

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

do aniversário

gosto tanto de receber os parabéns! este ano foi:

- zillian: adorei, pena os meus pés ainda não estarem completamente estáveis para me pôr a comprar sapatos;
- continente: pensei que o objectivo das marcas ficarem com a nossa data de nascimento era oferecer-nos algo, mas nada!;
- evax: um mail muito engraçado com algumas notícias do dia em que nasci;
- laboratório: então um laboratório de análises clínicas que não vou há muitos anos, lembrou-se de me lembrar da sua existência!!;
- o meu servidor de telemóvel: uns queridos. verdade seja dita que lembram-se todos os anos!.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

borga

dia 10.11.2012, festa à noite. deitar a criança à 01:30, acordou às 8:58! quase sete horas e meia!!! melhor noite até agora. e venham muuuuuuitas :)

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

compras

para o carro
 - protecção sol para vidro do automóvel, gostámos muito! é grande tapando bem o vidro, e tem o canto afunilado que acompanha o modelo do nosso carro. também é escuro, fazendo bem o serviço dele, mas não perdemos visibilidade do interior.
  - protecção costas banco do automóvel, o desenho não é bem este, mas quase! sim, já comprámos isto! e sim, a criança está a crescer a olhos vistos mas está longe de chegar com os pés ao banco da frente :) realmente sempre pensei nestas protecções para que as costas dos bancos não ficassem sujas e gastas com os pés da criançada, mas.. erro crasso! estava a ter uma visão muito reduzida da coisa. bastou colocarmos o ovo duas vezes no carro para decidirmos comprar o quanto antes. por muito cuidado que se tenha, o ovo é rígido e tem alguns cantos que podem roçar no banco e ir gastando. gostámos deste porque mesmo sendo de menina, não tem bonecada a mais e, a parte que vemos branca, na realidade é transparente, o que na nossa opinião fica melhor e não descaracteriza, ou melhor, não caracteriza tanto o carro.

domingo, 28 de outubro de 2012

molas pink

há quem lhe chame distúrbio. eu chamo luxo.

e ando a lutar para não deitar as antigas fora nem ir comprar mais iguais..




compras

das boas, para a Bichinha


 - fraldas reutilizáveis Piriuki com oferta de saco impermeável e anti odor, falarei em breve da nossa experiência até agora.


 - toalhitas reutilizáveis, o pack que veio não é com todos estes padrões, é ainda mais giro! comentário da moça da farmácia-parceira da loja "eu não tenho filhos, mas são tão giras que tenho vontade de comprar para limpar o pó"!!!! , falarei em breve da nossa experiência até agora.


 - biberon Medela, cada vez há mais biberons com a promessa "este imita mesmo o peito da mãe"! não sei, não sou eu que mamo! a verdade é que este é muito diferente dos que costumo ver à venda, a miúda gosta e o pai (eu nunca lhe dei biberon) também fala maravilhas.

 - escova de biberon Saro, muito fixe. tem incorporado no cabo uma mini-escova para tetinas ou recantos, por exemplo das peças de alguns biberons ou de bombas.


 - prende chuchas Piu Piu da Chicco, adorámos o pássaro! não é demasiado abonecado, nem girly-girly (que já tem muito rosa noutras coisas), mas acho-o mesmo engraçado. e é todo em tecido mole.


 - chuchas Chicco com abelhas rosa, fofinhas, pinky, e até condizem com o nome da Piolha, mas muito raramente lhes toca!

 - chuchas Nuk colecção Era Uma Vez, porque a criança decidiu que gosta mais das chuchas amarelas. btw, achei o máximo haver uma colecção de chuchas. se calhar há várias, mas estas foram as primeiras que vi :)


 - espreguiçadeira e cadeira de papa Chicco Polly Magic Scarlet, é verdade que ela ainda não se habituou bem, parece que se sente mais "no ar" do que se estiver deitada numa cama, sofá, etc. mas é daquelas coisas tipo o Ovo, tem de se usar ela goste ou não. por outro lado, os pais adoram. é muito versátil, parece confortável, está muito bem pensada (inclusive tem uma rede atrás para guardarmos algo que queremos ter sempre à mão), a cor é espectacular! um senão... usando como espreguiçadeira, as crianças são muito pequenas e acabam por adormecer/ acordar com facilidade e colocar os bonecos para cima ou baixo faz demasiado barulho. os bonecos são engraçados e colocam-se/ tiram com velcro mas.... achei que os bonecos da cadeira vermelha são os menos originais (a cor falou mais alto)


 - ninho-macacão impermeável para inverno, e sim, em azul turquesa para dar para toda a criançada. achei que a descrição do site devia ser melhor (mau para eles). é quentinho e impermeável, infelizmente há muitos do género à venda sem ser impermeáveis.. a zona da cabeça não é um capucho habitual, mas com os velcros que traz, dá para ajustar bem à criança, sem ficar demasiado apertado. os fechos das pernas, permitindo que se transforme em ninho ou em macacão é mesmo bem pensado e, é tamanho único, mas traz umas molas que o fazem mais pequeno. a nossa Piolha ficou mesmo um mimo no dia que o usámos! e depois uma coisa muito prática - não gosto que ela esteja em casa com roupa de rua, parece-me sempre que fica desconfortável e com o tempo quero que se habitue a mudar de roupa assim que chega. precisamos de sair de casa mais à pressa e não dá jeito estar a mudá-la, assunto resolvido!

isto é que foram compras...!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

compras..

para mim, que é muito bom visto haver muitos meses que não compro nada =)
 - relógio roxo, finalmente!!

 - discos de amamentação reutilizáveis (não sei se posso dizer que esta compra é para mim, mas....), chegaram hoje e por isso ainda não experimentei

sábado, 20 de outubro de 2012

PARTO - diário de (primeiro) bordo

andei a vida toda com receio do parto. a única excepção, foi durante o tempo em que não conseguimos engravidar e nos deram um cenário negro. inclusive, no HSG lembro-me de pensar "se estive assim com um exame, como serei num parto? sou mesmo mariquinhas!".

anyway... tinha receios, que foram crescendo durante a gravidez. mas houve outro sentimento a crescer: cansaço! além do cansaço normal de gravidez, foram os meses a vomitar, enjoada, a dormir com cansaço excessivo, grandes insónias, a faltar ao trabalho, a ter dores horríveis de costas logo desde o início, mais a ciática, os pés a incharem aos quatro meses (fui de chinelos ao casamento da minha irmã... chinelos leia-se, do A, 4 números acima do meu!!) etc, etc. e estava cada vez mais certa que o cansaço excessivo que a gravidez me estava a oferecer, me ia ajudar na preparação do parto. nas últimas semanas acalmei, devido às conversas com Deus, devido às conversas na PPP, muito devido às conversas com a minha belly e também muito devido a querer olhá-la nos olhos e descobrir se ela olharia nos meus. realmente todo o cansaço da gravidez foi muito. não me senti a gozar a minha gravidez por me sentir tão cansada. mas o estar grávida é para termos cá o nosso rebento, certo? é o caminho para um objectivo muito maior e estava sempre a lembrar-me disso. os receios estavam comigo, mas tratei deles. sabia quais eram, sabia o que estava nas minhas mãos e o que não estava nas minhas mãos. acho que nunca fui tão chata com Deus num pedido tão específico - um bom parto, que eu fosse capaz, que sentisse Deus comigo. cerca de duas semanas antes do nascimento, comecei a dizer à D que me sentia cansada e que estávamos prontos para a receber.

o parto, resumo científico:

02.setembro
19:15, tive a minha primeira contracção dolorosa completamente suportável. tipo dor de período. às 22:00 (estavam de 20 em 20 min) fomos andar como habitual e ficaram com intervalos de 3 - 4 min mas quando cheguei a casa acalmou. por volta da 1da manhã já estava a cada10 min. tinham-nos dito que quando estivesse assim há duas horas para ir para o hospital, mas como senti que era cedo, esperei até de manhã. claro que não dormi nada nesse dia, tinha algum mau estar, mas acima de tudo acho que queria mesmo era conhecê-la.

 03.setembro
06:00, banho, acordar o A, pequeno-almoço num café porreirinho, algumas fotos e lá fomos nós.
06:55, chegámos. triagem, CTG sem grandes curvas (mas já em claro trabalho de parto), toque e apenas ainda um cm de dilatação (no primeiro toque que me fizeram quinze dias antes já estava assim). descolamento das membranas para acelerar e mandaram-me embora - btw, os toques nunca me doeram, o desse dia foi o 3ª que fiz, e o descolamento também não doeu nada - nesse dia andámos mais que o normal e duas vezes. por volta das 23:30 ainda fui subir e descer escadas do meu prédio (3 vezes 8 andares). essa noite também não dormi. as dores já custaram mais. mas na altura, foi difícil dizer se estavam piores ou não. estava há mais de 24 horas a sentir uma dor, às tantas não sabia se a dor era mais forte ou se era o meu cansaço que me estava a dizer que era mais forte. como tinha ficado tão triste por voltar para casa, aguentei o máximo de tempo.


04.setembro
manhã, o A teve de ir tratar dumas coisas e ao telefonar-me, começa a contar-me com algum detalhe o que se estava a passar. digo-lhe "podes resumir sff?". sinto que ele fica chateado e digo-lhe "desculpa mas não me estou a sentir bem. trata do que tens a tratar e vem para casa porque temos de ir para o hospital". ele fica atrapalhado e diz para eu ir-me preparando para arrancarmos quando ele chegasse, disse-lhe que não, que precisava de tomar banho mas já não conseguia sozinha.

12.00, chegamos ao hospital. felizmente tinha estado mal disposta e só tinha bebido um sumo e umas horas depois, um iogurte líquido. e fui muitas vezes ao wc essa manhã. disseram-me depois que muitas vezes isto acontece ao chegar-se o momento do parto, para o organismo estar limpo e ter mais espaço para a última descida do bebé.

13:00, chega a minha vez de ser atendida. triagem, novo CTG. costuma ser pelo menos 20 min que estamos ligadas, mas passado cerca de 5 min tinha um enfermeiro a fazer perguntas para perceber como me estava a sentir. pelos vistos havia qualquer coisa em acelerado. "vamos ali fazer o toque para ver se já dá para ficar" . e quando ele me diz "já dá para internar", foi assim........!! apesar de muitas, muitas emoções durante toda a gravidez, não chorei quando soube, não chorei quando a vi pela primeira vez numa eco, nem quando ouvi o coração a primeira vez, nada! mas quando ouvi aquela frase desatei a chorar enquanto pensava "é hoje que te vou conhecer"!! vesti uma bata (daquelas maravilhosas e sexys abertas atrás), fui dar a roupa ao A e dar-lhe a novidade. estava super super feliz, calma e ainda a chorar de felicidade! ele ficou sem jeito, sem saber o que fazer, nervoso e claro, super feliz também. disseram que ele não poderia ainda entrar, porque as salas de parto estavam cheias. eu iria para uma sala de dilatação, só quando uma das outras vazasse e eu fosse para lá, é que ele poderia ir ter comigo. cheguei, fizeram-me um questionário pela 4ª vez (sempre ajuda a passar o tempo), perguntaram-me se queria epidural (na altura não sabia, mas já tinha quase quatro cm de dilatação, por isso SIIIIM!!!). a anestesista deu duas epidurais antes da minha, por isso acho que só chegou perto de mim às 14:30/ 15h. sempre tive algum receio da epidural, não pela agulha, mas tinha receio de me mexer e fazer mal a mim e/ou ao bebé. uma enfermeira esteve sempre comigo a ajudar-me a estar na posição correcta e para o caso de eu me mexer. a epidural levou muito tempo porque, fiquei a saber, tenho as vertebras muito juntas. deram-me três vezes a pequena anestesia primária e acabei por levar a epidural um pouco mais acima que o normal. graças a Deus não tive nenhuma contracção nesse tempo. acho que depois não voltei a sentir nenhuma contracção com a intensidade anterior. levei dois reforços noite fora. os cateteres também me faziam impressão só de olhar e foi tudo muito pacífico (pôr, tirar..).

15:00, foram buscar o A porque perceberam que dificilmente eu iria para outro sítio. ah, o alívio que ele sentiu por já me terem dado a epidural! hihhihhi. felizmente o tempo passou muito rápido para ele também, entre conversas parvas, visitas das enfermeiras.. ele iria sair mais tarde, para buscar algumas coisas minhas, para comer (a mando da enfermeira), para ir buscar o kit para preservação das células estaminais, e "agora sai um bocadinho porque está uma senhora a ter a criança", fora isso, sempre ao meu lado.

22:00, a enfermeira rebentou-me o saco (apesar de às 20:00 já ter os 10 cm de dilatação, o trabalho continuava caótico). comecei pouco depois a sentir vontade de fazer força (mas antes de dizer isto, informei que já estava com dores outra vez e foi essa a altura do 2º reforço). and push! estive mais tempo que o normal a fazer força porque, soube depois, a D vinha com a mão na cara, pronta para se esticar à super mulher! por isso chegava uma altura que não descia. a minha calma era tanta que quando ouvi "na próxima tens de fazer força mais tempo porque a menina não pode estar ali muito mais", nada mudou em mim. sabia que as médicas fariam o necessário para o nosso bem e tinha uma certeza enorme que Deus estava connosco. por essa altura senti um frio e pensei "boa, já me cortaram e não senti dor (apesar da epidural me ter tirado a dor da contracção, tinha a sensação que sentia em demasia o que se passava lá em baixo). mas depois senti uma lâmina. não me digam que é tesoura porque senti a entrar e sair, duas vezes, sangue frio. foi o pior momento. mas escrever isto demora mais do que o que senti. conforme se aperceberam que eu estava a sentir pararam e deram várias anestesias locais e disseram "na próxima muita força, máximo de tempo e nós vamos ajudar também". e assim foi. enfermeira a fazer força na barriga, duas médicas com a ventosa (escolheram a mais pequena porque realmente estava muito próxima, nem veio com a cabeça oval), concentração , "agora espera um bocadinho para compormos os ombros".. eu bem que ainda fiz respiração para não fazer força, mas após dois avisos de "acho que não vou aguentar", não aguentei mesmo (isto, mais rasgo mais mãozinha, fizeram as enfermeiras lá de cima chamarem-me "a mamã dos pontos", tão bom!!) e no final ouvir algo como "é perfeitinha!".

23:25, o momento entre sair e colocarem-na em cima de mim foi tão rápido que pensei "estará mesmo já?" é que estando dentro ou fora de mim, o peso é o mesmo, certo? só olhávamos para ela e dizíamos "olá, já estás ao pé de nós", ele em lágrimas, claro que eu, sem chorar. "o pai quer cortar o cordão?", silêncio e mais lágrimas, para ele estar calado é preciso muito. dei-lhe uma cotovelada e disse "quer, quer!". lá acordou e cortou o cordão super feliz. super felizes. pediram-me para fazer força para elas conseguirem fazer os pontos internos. passado um pouco comecei a sentir a agulha e a linha, com dor. avisei e não fizeram nada. voltei a avisar e comecei a desesperar. só aí disseram "se pararmos agora a recuperação vai ser pior" e com a sensibilidade a aumentar saiu-me um "malvadas", assim, light, baixinho. mas o A disse que foi mesmo um "MALVADAS" bem longo e alto, mesmo à Braveheart a ser aberto. a parte boa é que ainda aí mantive a concentração e a respiração. pedi a máquina ao A e estive a tirar fotos a ele com a nossa menina. até tive ideia que coseram em 5 min, o A é que disse que não, o que ficou comprovado na hora das fotos - mais de 30 min.


o parto, resumo meu:


é possível um parto tranquilo e positivo mesmo sem estar marcado, sem cesariana, e mesmo com dor. é possível mantermos a concentração e sermos invadidas por paz, se assim o desejarmos. é possível sabermos o que estamos a fazer. chamei "malvadas" propositado, porque não quis ser mal educada quando queria ter chamado outra coisa e mesmo após mais de uma hora a fazer força e já sem forças, nunca disse "eu não consigo", eu sabia que conseguia!

para tentar afastar os receios do parto, a chave para mim foi o auto-conhecimento. sei que tenho de mexer e aprofundar as coisas que me assustam. fiz muitas perguntas, houve coisas que não quis saber, mas fiz muitas perguntas a pessoas com experiência. as aulas de PPP foram mesmo uma bênção, o facto de as fazermos sozinhos e com tanto à vontade, o tempo e as conversas que se alongaram... e por outro lado as aulas fizeram-me ter uma ideia de como/ quais poderiam ser as reacções do A (por causa dos exercícios práticos) então umas semanas antes, ao tomar consciência disso, dei-lhe as indicações - não me dizer para ter calma, nem tentar dar-me a mão ou beijinhos. e ele cumpriu! foi depois duma aula que falámos muito, que realmente comecei a acalmar. depois de o desejar tanto, parece q a calma "desceu em mim" quase de forma inconsciente. e mais uma vez, o bom conhecimento de mim própria a nível de controlo. sabia que não me podia descontrolar, se passasse para o lado da insanidade seria muito mais difícil voltar. os dias anteriores falei muito com Deus, falei muito com a D, dizendo-lhe que já estava cansada de imaginá-la e que tinha chegado a altura de a conhecer, disse-lhe que já tinha feito tudo o que sonhei fazer numa gravidez. não me lembro de pormenores, mas sei que desde o momento das primeiras contracções dolorosas, estive sempre a cantar a Deus. estive o tempo do parto parva comigo própria - tantos anos com receio do parto desperdiçados!!!! muito calma e tranquilidade e a tentar tranquilizar o A, houve pelo menos num momento mais complicado que virei-me para ele, sem pensar, e disse "estás bem?" senti sempre a alegria do "estamos já muito próximos de a conhecer", senti-me sempre muito próxima do A, isto tudo é para a conhecer e quero muito conhecê-la. as salas de parto não chegaram a vazar. houve três  partos ao meu lado, só com uma cortina a separar e nem isso me abanou, em especial o primeiro, em que fiquei muito sensibilizada por tudo, e todos fizeram com que quisesse mais aquele momento.

23.25, senti o quente dela em cima de mim. um quente bom, relativamente levezinho, a chorar, à procura dos meus olhos. e quando me olhou nos olhos, foi mesmo como no meu sonho. irreal, mas foi. não sei feições, apenas os olhos, tal e qual. muito escuros e brilhantes a procurarem-me e quando encontraram os meus olhos, fixaram em mim, quase a dizerem-me "a voz que ouvia és tu, e gosto!", e nunca tinha pensado nisto, mas cada bebé tem um cheiro característico. cheirei-a e decorei esse cheiro, parece-me que para todo o sempre. e como disse acima, claro que eu, sem chorar.

mas pelo menos existem formas de comprovar as nossas certezas.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

a vossa infertilidade




FIV. retiraram os 3 óvulos que estavam prontos, fertilizaram-nos.

há uns meses atrás preparavam-se para a primeira tentativa. exames, análises, consultas, vacinas, medicamentos a horas certas de dias certos. dois implementados, um congelado. uma semana e pouco depois, aquando da primeira análise ao sangue, negativo.

esperar. preparar o organismo outra vez. medicamentos, vacinas, muitos preparativos de várias semanas para apenas no próprio dia da implementação saberem se o descongelamento resultou e se o podem implementar. sobreviveu ao descongelamento e por isso chamaram-lhe Pinguim. desta vez, e mesmo sem os médicos da MAC o proporem (e muito menos recomendarem), ficou em casa alguns dias em repouso absoluto. uma semana e pouco depois, aquando da primeira análise ao sangue, positivo. dois dias depois, segunda análise, resultados muito inconsistentes. "pode repetir a análise se quiser, mas parece-nos que não há aqui grande viabilidade." repetiram. afinal mantém-se viável. parece que o Pinguim gosta de sossego e de não dar nas vistas em análises. mais uns dias e sangue. urgências, placenta descolada. baixa, repouso absoluto, muita água. fazer tudo bem, não mexer uma palha. orar por um milagre, orarmos todos por um milagre, tentar não perder a esperança. mais sangue, urgências, a placenta mantêm-se descolada, o feto está lá mas não conseguimos ouvir o coração. voltar a casa, continuar de repouso e finalmente menos sangue e alguma luz ao fundo.

silêncio. dia seguinte, mensagem (que obviamente não transcrevo). tinha acabado, ou quase. visto que o feto já devia ter saído mas não, e por isso ter de esperar se sai naturalmente (não imagino o que será esta espera), e ainda um pedido, não telefonar.

moramos longe, já passámos muitas noites juntas. gostávamos de morar mais perto, ou de não termos (as duas, sim!) tantos stresses em conduzir. passámos juntas maluqueiras de adolescentes e loucuras de jovens. partilhámos e partilhamos tanto. quase que nos posemos aos pulinhos quando descobrimos que os nossos (sérios) namorados se davam bem. preocupamo-nos com a outra genuinamente, amamo-nos, "amadrinhámo-nos" uma à outra. amigos amam-se e dão-se espaço. envio-te mensagens e sabes que estou aqui, confesso que me consome não poder fazer nada para ajudar.

e depois as inconsistências.. "não é preciso repouso" , "pode repetir a análise se quiser", "não estamos a conseguir apanhar o coração mas continue de repouso"?!??!!!!

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

colicas

após quase um mês de "cada mamada,cada cagada" ontem chegaram.

Conselhos de mamas experientes
agradeço.

sábado, 29 de setembro de 2012

a nossa Bichinha

apresento-vos a nossa Bichinha D (ou parte dela - que estranhamente à Dexter dizer isto)!


espero conseguir falar-vos do parto, dos primeiros dias cá por casa, nas compras que fiz antes e logo após o parto/ chegar a casa (informação que pode ajudar alguém e que me ajudará de certeza a mim quando formos para o segundo Bichinho). mas entretanto, outras coisas (que não incluem muito tempo na net) vão sendo feitas e que serão partilhadas antes de se ter tempo para as partilhas maiores.

ESTAMOS TÃO FELIZES!

sábado, 8 de setembro de 2012

o cheiro da nossa filha

já está entranhado nas nossas mãos, no nosso mundo. e é tão tão bom.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

para o dia 3



para quando Deus quiser e a Pimpolha ajudar :)

terça-feira, 4 de setembro de 2012

para o dia 2

agora de vez em quando, o blogger dá em colocar as fotos numa orientação diferente da original  :(  .....



para quando Deus quiser e a Pimpolha ajudar :)

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

para o dia 1

para quando Deus quiser e a Pimpolha ajudar :)

domingo, 2 de setembro de 2012

antes da Piolha nascer

uma lista de coisas que sempre quis fazer numa gravidez, ou que ao longo dos últimos meses achei prioritário fazer antes da filhota nascer:
  • comprar big roupeiro - FEITO
  • comprar janelas duplas - FEITO
  • fazer lista de compras de roupa, produtos de higiene, coisas para o quarto, para a mãe, para a Piolha, para os peixinhos, para .... - FEITO
  • decidir desta lista o que realmente é prioritário até ao nascimento - FEITO
  • arranjar a lista da mala para a maternidade que o hospital que escolhemos propõe - FEITO
  • procurar local para Preparação Pré Parto - FEITO
  • comprar a primeira roupinha (na realidade, foram duas primeiras lol) - FEITO
  • fazer hidroginástica - FEITO
  • mostrar com vaidade a minha barriga - FEITO
  • fazer o curso de PPP e acabá-lo antes da miúda nascer - FEITO
  • lavar e passar a ferro toda a mini roupa para os primeiros tempos - FEITO
  • comprar tudo o que considerámos prioritário nas listas - FEITO
  • passear o possível - FEITO mas gostava de mais
  • namorar o possível e impossível (sempre que possível) - FEITO mas gostava de mais
  • fazer a mala da maternidade - FEITO
  • congelar comida para os primeiros dias - FEITO
  • informarmo-nos à séria sobre fraldas reutilizáveis - FEITO
  • mandar vir o kit para criopreservação das células estaminais - FEITO
  • passear muito na praia - FEITO assim assim.. que gostava que tivesse sido muito mais
  • comprar snacks para ajudar a mãe a não passar fome entre as mamadas - FEITO
  • cortar as unhas pequeninas - FEITO
  • decorar o quarto (que felizmente é muito além do prioritário) - FEITO 98%, falta candeeiro
  • fazer umas compras grandes cá para casa - FEITO
  • dar prendas da criança ao pai - FEITO
  • comprar fraldas reutilizáveis - FEITO
  • informarmo-nos sobre os preços de nos trazerem compras a casa - FEITO
  • filmar uma eco - FEITO
  • tirar muitas fotos à barriga - FEITO, mas gostava que tivessem sido mais
  • filmar (ou tentar) a barriga a mexer-se - FEITO mas nunca consegui apanhar o que vi
  • deixar o Papá fazer anos, sem roubar-lhe o dia - FEITO
  • não roubar o dia de aniversário aos primos reais e emprestados, tios reais e emprestados, que fazem anos entre o final de Agosto e o início de Setembro - quase FEITO
  • arranjar os pés - por fazer... vou pedir daqui pouco ajuda ao A 
  • arranjar e pôr a congelar cebolas e feijões que recebemos hoje - por fazer (update - FEITO!)

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

mais uma moeda na lavandaria

confesso que ainda não percebi porque é que tantos americanos vão lavar roupa diária à lavandaria! lembrei-me disto, pronto.

tenho neste momento mais uma máquina de roupa pronta, roupa da Bichinha. só clara. tenho ali outro monte de escura (não dará para uma máquina inteira, logo vejo como faço). desta vez, tenho roupa até aos 24...36 meses! é roupa usada, mas em excelente estado. não tenho problemas nenhuns com isso.

tinha pensado em não lavar já a roupa maior, mas a verdade é que nas últimas semanas estou ainda mais sensível do olfacto. tudo a lavar :)

e.. não se esqueçam de lavar também os cabides, móveis e tudo o que estará em contacto com a roupa dos babys! especialmente nos primeiros meses, todos o cuidado é pouco. e já repararam em como coisas como cabides apanham tanto pó nas lojas?

e na minha opinião, em vez de limparem com um pano (mesmo que húmido), o melhor é mesmo colocarem-nos dentro dum recipiente qualquer, lavar com água e detergente (usei um normal da loiça), muito bem enxaguado no fim e secar! prontinhos para receber a roupa pequena!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

eco mamária - good update!

isto de ter de fazer uma ecografia mamária às 39 semanas de gestação tem muito que se lhe diga! ainda para mais, após duas médicas diferentes fazerem a palpação e aconselharem a eco antes do parto.

quanto à médica radiologista, uma querida.

assim daquelas senhoras na casa dos 50's, que se tem a sensação que tiram a maquilhagem com uma espátula e não com um disco de algodão. fazem-me sempre lembrar a minha primeira ginecologista: fria, fria, fria, tiazorra sem qualquer estilo, baton a meio quilómetro da linha do lábio, unhas sempre impecáveis e com anéis daqueles de ouro que se vêm à distância (já vos disse que era ginecologista, certo?).

mas esta, uma querida. após várias perguntas sobre a gestação e as razões de estar ali, perguntou o que a obstetra tinha dito aquando da palpação. respondi "que podia ser do leite, mas para ficarmos descansados e como tinha consistência incerta, para fazer a eco rapidamente". e a senhora disse "então e é mesmo isso, do leite! fique descansada. de qualquer forma, se após algumas semanas do parto continuar, deve fazer uma nova ecografia, mas para já não há razões para se preocupar!".

e foi assim, a minha tarde. fiquei a pensar que hoje devo ter acordado um pouco triste não pela Pimpolha ainda não ter nascido (nem sequer descido tudo), mas sim por esta preocupação, e pela preocupação de não ter tempo para fazer a eco antes do parto.

Filhota, já está a eco feita. vem cá para fora ter com os papás!!! :D

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

sorrisos pelo correio

hoje dia cheio.

9.30 - centro de saúde
renovação da baixa médica. continuo a não ter autorização para sair de casa (segundo a médica-mor do meu agrupamento! felizmente que não tem sido ela a atender-me nas últimas vezes, mas como é ela que assina a baixa, vai mesmo assim), apesar de estar com 39 semanas e da médica que nos viu, dizer que devo andar muito. ando com séria vontade de esmurrar algumas pessoas!... anyway, coração forte e, realmente, é melhor fazermos ecografia à mama o mais breve possível (aka, antes do parto!).

10.40 - CTT
levantar uma encomenda que tinha recebido. enviar baixa para Segurança Social. enviar baixa para Work (despachar tudo porque espero ter pouco tempo esta semana).

11.00 - home
o A esteve a colocar as coisas a jeito para o trabalho à tarde (primeiro dia após férias), eu estive a abrir a encomenda. e estava isto lá dentro, sem sabermos, e foi tão boa a surpresa - obrigada S! :D

12.00 - centro de radiologia
conseguimos eco para amanhã à tarde. vou ter de chatear alguém com as boleias (porque é mesmo muito para eu conseguir sozinha - porque a realidade é que não consigo mesmo, muito menos às quatro da tarde, e para o A não ter de faltar). mas pelo menos conseguimos em tempo (em princípio) útil.

12.30 - hospital garcia de orta
a melhor parte foi mesmo ter de repetir o que tinha feito 3 horas antes no CS - xixi para a palheta, pesar, medir a tensão, cereja em cima do bolo: ser à frente de todas as pessoas presentes na sala. enfim.
CTG, abertura do nosso processo periparto no HGO, perguntas e respostas e conversas e toque (um pouco mais bruta que a minha OB, but well.....). a Bichinha continua muito para cima. mantém-se apenas um dedo de dilatação. preferia mais, mas enfim. andar muito e ao colocar creme nos mamilos, rodá-los (ou como diz o A, sintonizar rrrrrrrrrrr) - isto estimula a hormona do leite, que é a mesma que provoca o parto. sabias? afinal que o dia previsto do parto não devia ser 5 setembro, mas sim dia 2 setembro. neste momento.. what ever! só queria mesmo que a data real fosse antes disso (aliás, com tantas mexidas nas datas, logo desde o início, não há-de a nossa Piolha andar baralhada sobre o melhor dia a nascer?!). sendo assim, encontro-me hoje com 39 semanas e 1 dia. se não nascer antes, nova consulta dia 7 setembro, para novo CTG, toque, e marcarmos indução.

tenho dito.

destralhar o quarto das crianças

destralhar com a Rita, dia 7

querem um quarto mais destralhado do que este? :)


 bem, estas são só duas das várias partes :)

considero que o quarto das crianças deve ter as coisas das crianças. no entanto, e apesar da nossa casa até ter bastante arrumação, como temos ainda bastantes coisas e a arrecadação não tem condições para colocarmos quase nada, acabamos por colocar algumas coisas aqui. aquando da segunda criança, ou vem outra Bichinha e tudo o que não for delas tem mesmo de sair do quarto, ou vem um Bichinho e teremos de pensar em opções mais radicais. como não vamos deixar tudo para essa altura, há algumas coisas a destralhar, num futuro mais ou menos próximo. essas zonas que precisam de maior trabalho são:

lado esquerdo do roupeiro, onde neste momento temos:
  • tábua de engomar, escadote, estendal interno
  • roupa pouco usada -  robes turcos, gravatas e fatos do A, o nosso fato e vestido de casamento
  • toalhas dos wc
  • duas banheiras da cachopa
  • a cadeira (para mais de 6 meses) da Quinny
  • mantas do sofá
  • toalhas de praia
  • caixa com as minhas malas
  • nas partes de cima - almofadas e coisas sazonais
destralho-dreams a ... prazo:
  • roupa pouco usada - despedirmo-nos de alguma, colocar a restante no nosso roupeiro
  • caixa com as minhas malas - rever e despedir-me de algumas
  • toalhas, mantas, caixa das malas - quando o roupeiro do hall estiver reestruturado, vai haver espaço para isto tudo
gavetas da cama de solteiro, onde neste momento temos:
  • tapetes dos wc e cozinha
  • caixa de costura
  • roupa de casa ainda nunca usada
  • algumas peças não acabadas de ponto-cruz
  • pantufas de inverno (aquando do verão)
destralho-dreams a ... prazo:
  •  quando o roupeiro do hall estiver reestruturado, vai haver espaço para algumas destas coisas
  • pensar onde posso arrumar as outras coisas

domingo, 26 de agosto de 2012

destralhar a cozinha

destralhar com a Rita, dia 6


após o desespero do escritório, aqui volto a ter razões de orgulho (mais uma vez, o nosso maior problema é a desarrumação do dia-a-dia, e não o destralhamento):
  • existem espaços ainda por encher nos móveis da cozinha
  • só temos o que usamos
  • não temos coisas em duplicado
  • a bancada está o mais vazia possível, detesto ver muita coisa e não acho nada prático. pequenos electrodomésticos estão dentro dos armários - esta semana está com um arranjo de flores "a mais" herdado no casamento do fim-semana passado
 
  • só temos uma colecção de talheres para o dia a dia, e uma para visitas, usado com muita frequência
  • arrumo com frequência a gaveta dos talheres e dos talheres grandes e tento sempre destralhar um pouco mais
  • temos um serviço de loiça para uso diário, outro para visitas. tudo é usado com frequência
  • no espaço do armário reservado a copos, daria para termos o dobro dos copos
  • a zona de detergentes está normalmente super arrumada (acho que tenho um fetiche por detergentes)
 
  • como detesto gastar dinheiro quando temos coisas antigas, leia-se "que já não está na moda mas que funcionam na perfeição", temos um conjunto de chávenas de café que não gostamos, mas como o conjunto do serviço diário só dá para seis pessoas e muitas vezes precisamos de mais, estamos à espera que o feio se parta para comprar um giro - ainda temos todas as peças sem um único risco. rrrrr!!!

destralho-dreams a curto prazo:
  • fazer uma bolsa própria para a faca do pão, de modo a poder colocá-la dentro do saco do pão - alguém tem ideias?
  • rever as nossas caixas de plástico - não precisam de ser destralhadas mas sim repostas por novas
destralho-dreams a médio prazo:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails